Metade mãe, Metade Mulher! Uma ilusão pra mim....

Metade mãe, metade mulher! Essa deveria ser eu, mas a proporção não é bem essa. Todos sabem que estou sem trabalhar para cuidar da minha filha. Entrei com solicitação de auxílio doença no INSS, porque realmente surtei e tive crises de pânico e depressão pós tudo que minha filha passou. Tomo 4 remédios diferentes, dois deles de tarja preta (controlados).
Segunda feira tenho perícia no INSS. Conversando com meu psiquiatra e com a psicóloga da Mari, ambos disseram que eu ainda não estou apta a voltar a trabalhar e que ela ainda não está apta a ficar sem mim por um longo período de tempo.
Bom, mas e eu nessa história toda. Eu sou uma mulher dividida entre a mãe e a mulher em proporções totalmente variáveis. Eu tenho certeza que voltando a trabalhar as coisas pra mim seriam bem melhores, mas eu sou mãe de uma criança que teve um câncer no cérebro aos dois anos e meio de idade! Vcs entendem a gravidade da situação? Minha filha teve um CÂNCER NO CÉREBRO! Minha filha fez DUAS CIRURGIAS DE GRANDE PORTE NO CÉREBRO, minha filha RETIROU UM TUMOR DE 6CM de DIÂMETRO DO MEIO DO CÉREBRO,minha filha tomava MORFINA de tanta dor que sentia, minha filha teve DOIS DRENOS saindo da cabecinha dela durante duas semanas, minha filha fez DEZ sessões de quimioterapia, minha filha fez TRINTA E CINCO sessões de Radioterapia, todas elas com ANESTESIA GERAL E INTUBAÇÃO! Minha filha sofreu mais do que algumas pessoas podem imaginar e mais do que muitas poderiam aguentar!
Estou escrevendo isso de novo para que eu mesma lembre de tudo o que ela passou e entenda tudo o que ela sente hoje! Hoje com três anos e nove meses,ela não se relaciona com ninguém, hoje ela diz "não" pra todo mundo, hoje ela detesta criança, hoje ela é um ser totalmente dependente de mim emocionalmente, hoje ele tem medo quando eu vou tomar banho, porque acha que eu vou deixá-la sozinha e não vou mais voltar. Estou em lágrimas escrevendo tudo isso, porque percebo o quanto tenho que ser muito mais mãe do que mulher. Eu queria muito voltar a ser a mulher que sempre fui ( trabalhar, namorar mais com meu marido, sair, ler um livro, me arrumar, ir ao shopping), mas nesse momento não dá, vcs me entendem? Hoje minha parte mãe ocupa 90% do meu intelecto, do meu corpo, das minhas emoções...da minha alma.
Ela ama o pai e o pai a idolatra com toda sua paixão, mas na hora do vamos ver, é a mim que ela recorre....todo mundo sabe que é assim....
Tenho medo do que vai acontecer na segunda feira. No fundo, no fundo queria que a minha solicitação fosse negada, mas ela NÃO PODE SER NEGADA, pois minha filha PRECISA de mim ao seu lado, ela precisa de mim para ensiná-la a viver em sociedade de novo, ela precisa de mim até ficar mais segura, perceber que a vida é muito mais do que um hospital, que existem pessoas boas que não vão machucá-la e acima de tudo, ela precisa de mim para voltar a perceber que há prazer em ser criança. EU SOU A MÃE DELA! É EM MIM QUE ELA DEPOSITA TODA SUA CONFIANÇA! É EM MIM QUE ELA ACREDITA!
Estamos fazendo terapia e tudo vai voltar ao normal e tenho certeza que essa matemática vai voltar a se equilibrar, ou pelo menos, mudar esse percentual para 60x40 respectivamente, né?
E seja o que Deus quiser na segunda feira.

Amém!

10 comentários:

  1. Fê, putiz estou eu aqui chorando junto!Você é uma mulher guerreira e com uma força incrivel... você passou por tudo isso e ainda ajuda tantas pessoas... Minha amiga como você sempre me diz Deus capricha e vai dar tudo certo você vai ver... Sei que Deus já abençou grandiosamente a vida de vocês, mas ele continuará fazendo isso para todo sempre! Logo mais esse percentual vai voltar a se equilibrar e você voltará a ser a esposa que sempre foi, a mulher que sempre foi e sem dúvidas a melhor mãe do mundo!!!!

    Te adoro querida!

    Grande beijo

    Neguinha

    ResponderExcluir
  2. Vc é e sempre será uma mulher maravilhosa! Esse momento é transitório! e eu imagino, o qto vc deseja que a tempestade passe! E VAI PASSAR AMIGA!!! Queria estar ai agora pra poder te dar um abraço muito forte! Fique com Deus e não se esqueça: "Tudo posso NAQUELE que me fortalece"! Te adoro Bjs Deinha , Vítor e Edu

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Fe, quando falo que admiro sua força, acho que fica dificil entender o porque. Nos conhecemos pouco, e nos aproximamos por ter filhas em idades similares.
    A vida é torta.
    Dei a luz com 17 anos, aceitei que sou mulher com 30, e foi com 37 que comecei a ser mãe.
    Sempre disse que nasci mulher, mas nem por isso sou. Não nasci com instinto materno, nem tampouco acreditava que ele iria se aflorar.
    Equilibrio só mesmo quando durmo.
    Sei que não parece. Aprendi a me controlar com o tempo. Só isso.
    O que fiz pelas minhas filhas mais velhas foi não me perder na vida, e me apegar aos bons exemplos. Não brincava, não afagava, não amava,
    Mas fazia o melhor de mim, tudo o que era possivel dar, do muito pouco que tinha. Eu sempre fui perdida. O que me guiava era ter certeza do que não queria. Não queria que elas crescessem num ambiente de brigas. Não queria que elas confiassem em pessoas desconhecidas.
    Virei amiga, não cumpri meu papel de mãe. Aprendi a ser mãe com a La. E comecei a ser mãe de todas as tres. Não foi no tempo certo, não foi na hora certa, mas estamos aqui, nos descobrindo e tentando amenizar os traumas.
    Voce consegue, mesmo sofrendo, se doar para a Mari, e estar ao lado dela. Eu nunca consegui.

    A vida real que vivemos não é a vida que vemos na tv, em filme, revista, bloq, fc. É só uma percepção, temporaria. Só nos sabemos como é dificil 'ser' o que devemos, e nos perdoar pelo que não correspondemos.
    Ja dizia um sabio, 'cada um sabe a dor e a delicia de ser o que é'.
    A unica coisa que posso compartilhar é o que faço nos momentos de desespero.
    Rezo, e peço para que aconteça o que tiver que ser. Porque não tenho sanidade para escolher, mas quem zela por mim tem.
    Fica com Deus, e persista na fé.

    ResponderExcluir
  5. Fe, para variar aos prantos e no trabalho estou escrevendo isso.....Vc é uma mulher maravilhosa, e talvez não perceba agora, mas vc vai e já está tornando sua filha uma grande mulher!
    Tó aqui, e fala sim, coloca pra fora tudo que vc sente , isso faz um bem enorme, e ajuda muitoooooooooooo....
    Tó aqui , tá ? !

    Bjus

    ResponderExcluir
  6. Fernanda, eu não a conheço, mas vejo a sua luta pela vida de sua filha, isto te faz mulher 100%, eu só descobri a imensidão de ser mulher quando fui mãe, tenho duas pequenas, de 3 anos e meio e 1 ano e meio, Juliana e Mariana, minhas vidas, e nem consigo imaginar o que você sente. Tenha muita paz, tranquilidade e amor.

    ResponderExcluir
  7. Fêzoca, minha amiga linda... Você com certeza já deve ter visto o filme Marley e eu, cuja história se passa em torno do cachorro mas que na verdade retrata a vida das pessoas... pois então, lá tem um jornalista que ficou famoso por publicar um livro com os textos do seu diário e assim até virou filme. Onde quero chegar? Nem sempre nossos desejos são o melhor caminho a seguir, mas não sabemos porque não temos o poder de enxergar o futuro, mas Ele pode, e deve estar colocando em sua frente melhores opções. Vamos lá amiga, seu blog é fantástico e está ajudando muitos pais e mães que estão e até que não estão passando pela mesma situação, através da experiência, da força, da coragem, do amor, da determinação e principalmente pela transparência das emoções do que é verdadeiramente ser humano. Continue escrevendo e pense na possibilidade de um livro, que além de ajudar muita gente ainda vai te dar esse up na auto-estima, pois vai servir como um espelho apenas para te mostrar a grande mulher que você já é!
    Conte comigo sempre,
    te adoro e admiro
    bjos no coração

    ResponderExcluir
  8. Keyla de Rozzo - Amiga Fanta!2 de abril de 2011 05:16

    Amiga Fanta, imagino ou penso que imagino, mas só você sabe a fase que está passando, o que está sentindo, deve ser confuso demais, mas amiga, já deu certo, lembra qdo. comentávamos isso, Já deu e agora, essa outra fase vai passar também,vc é uma pessoa maravilhosa, sou sua fã, e te adoro de coração e sei que vai passar por isso também e tudo ficará bem, a vida voltará ao normal e nós vamos votar a nos ver, dar MUITAS risadas, reclamar, chorar e falar pra caramba....rs...Adoro VCS!!!!....Fica com Deus, FÉ e esperança, são o remédio para guiar vcs nessa fase, ACREDITE, como vem fazendo e tudo vai acabar com sucesso, daqui a pouco tudo isso ficará na lembrança e vcs voltarão a ter uma vida normal e feliz....Desejo muita força e amor a vcs...Fica com DEUS!!!!...gde. beijo

    ResponderExcluir
  9. Nega, planejamos esse papel de ser mães juntas... e esse é nosso melhor papel, não pense que outras mulheres apesar de nao terem passado por um décimo do que vc passou... conseguiram este equilibrio... isso é só em revista... aquelas de mulheres perfeitas. Vc já teve a sorte de ser loira e magra... calma, daqui a pouco vai conseguir voltar a sua vida, mas tenho certeza que sempre escolherá vestir a camisa de mãe o maior tempo possível. Te amo !!! sua amiga/irmã Elis

    ResponderExcluir
  10. Amiga
    Muita força e como te falei no dia do seu aniversário, tenha muita paciência porque você tem que passar por isso e ninguém pode passar por você.
    Você é uma mulher forte e maravilhosa e não esqueça que o pior já passou e que o principal é que ela está curada e que você é a grande responsável por essa vitória através de toda sua força, sua fé e seu amor pela Mari, parabéns todos os dias pela sua luta e logo tudo vai voltar ao normal.
    bjs e não esqueça que pode contar comigo sempre.

    Te Amo.

    ResponderExcluir